quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Dores de crescimento

Quando temos 3 filhos achamos que estamos preparados para tudo. Com o último, vamos dando palpites de doenças e achamos que identificamos logo manias e hábitos comparando com os outros dois. Cá em casa confesso que mesmo sabendo que não devia fazê-lo, é mais forte que eu e volta e meia lá sai um palpite e uma comparação. Desta vez o tiro saiu-me ao lado e fiquei à nora com as duas últimas noites de choro aflitivo da Caetana. 
Na primeira achei que a culpa era das melgas, tal era o estado das pernas dela cheias de picadas. Andei de sapato na mão e olhos bem abertos para acabar com o insecto que me deixa os cabelos em pé, mal oiço aquele zumbido irritante junto dos ouvidos. 
A segunda noite, depois de as ter barrado com repelente, já achei estranho tanto choro e a forma horrível como gritava de dor. Agarrada às pernas, sem posição e cada vez mais chorosa, até a mim me deu vontade de chorar por não conseguir fazer nada e por perceber que alguma coisa a estava a incomodar e eu não conseguia perceber o que era. 
Massajei e senti as pernas tão, mas tão tensas que pareciam pedras. A minha mãe lá se lembrou que também nós passámos por isso e eram as chamadas dores de crescimento. Acalmou com o Benuron e acabou por adormecer. Esta é aquela fase que a dor aparece ao cair da noite (se persistir durante o dia é mais preocupante, coisa que não tem acontecido), pode durar alguns dias, pode ir e voltar e tem alturas mais chatas que outras. 
As chamadas dores de crescimento, aquelas que os médicos não conseguem atribuir a nada de especial, tal como as febres quando aparecem os dentes. 
Esta é mais uma daquelas coisas chatas que alguns miúdos passam e nós mães ficamos com o coração apertado só de olhar para o sofrimento deles.

Para já nada mais há a fazer, massagens durante o dia, paciência e mimos à noite. 

Wow!!!

E quando achamos que uma marca já não pode surpreender mais nesse ano com mais um produto TOP para o sol, ela aparece com um mega kit para as mulheres vaidosas e preocupadas com a proteção solar. 
Esta semana quando fui almoçar a uma esplanada vi uma amiga usar o SunBrush, da ISDIN e fiquei logo de olhos em bico.
-Wow! - pensei, mas que máximo. Um protector solar em brush é simplesmente uma das coisas mais femininas que vi nesta área. Protege, é resistente à água e ainda serve de maquilhagem! Como é incolor todas podemos usar (incluindo eu que nesta altura tenho já aquele bronze de final de Verão).

 Claro que, quis um também para mim :)

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Sopas de Verão

Cá em casa somos todos fãs de sopas frias, principalmente os mais velhos. Elas comem-na quente quer seja Inverno ou Verão e adoram, o que é meio caminho andado para refeições sempre saudáveis que alimentam durante todo ano. Nesta altura gosto muito mais das frias e cada vez faço mais vezes para tornar os jantares leves, mas ao mesmo tempo apeticíveis e saborosos. 
Hoje foi dia de ir às compras e as meloas fizeram-me logo apetecer aquela sopa meio doce, meio salgada que sabe tão bem. A primeira vez que experimentei sopa de meloa, foi há cerca de 10 anos no casamento da minha amiga E. e desde aí faço sempre que me lembro, sempre que as meloas têm aquele sabor "verdadeiro" e doce. Tenho seguido a receita dos Cinco Quartos de Laranja (a única diferença é que a maior parte das vezes não uso a água com gás e acrescento um bocadinho de cebola frita) e até agora sempre saiu bem, todos gostam e pedem para repetir.

Gaspacho há sempre os de pacote, que  todos os supermercados têm e acho quase tão bons quanto os caseiros que ainda não arrisquei a fazer. Sem dúvida a sopa que como mais vezes, mesmo em pleno Inverno.

Desde que fui ao Bairro do Avilez que o gaspacho de cereja (um dos pratos que já havia no Belcanto e eu não tinha experimentado) não me sai da cabeça e só penso no dia de lá voltar para voltar a comer ;)

O jantar está na mesa...

A minha máquina fotográfica

Sempre gostei de fotografia. Sempre fui das que andava com a máquina atrás e desde bebe tenho registos lindos para recordar, por isso, acho que esta paixão foi herdada e foi aperfeiçoando ao longo do tempo. 
Com o blog o gosto por certos ângulos e pormenores foi a maior diferença na evolução das fotografias que tenho mostrado. Sou das que segue MUITAS fotógrafas, sou das que passa a vida a fazer likes e a inspirar-me nas fotos delas. Tenho aprendido muito a observar, mas sem dúvida que a máquina e a lente ajudam e fazem a maior parte do trabalho e depois...e depois o workshop ESPECTACULAR com a Catarina, do Ties, que mudou muita coisa na minha forma de registar, para melhor ;)

Para as muitas mensagens que tenho recebido a perguntar qual a lente e máquina que uso, cá vai... Canon 550D, com a lente 50mm, que apesar de já estar a pedir reforma continua a fazer LINDAMENTE o seu trabalho e o que pretendo, que diga-se, não é de certeza o mesmo dos fotógrafos profissionais.


Desta manhã :)

Um sumo detox feito em 5 minutos

Começar o dia com um bom pequeno almoço é daquelas coisas que não dispenso e ADORO. 
Se tem dias que a torrada (normalmente em pão alemão ou algum escuro de sementes) barrada com um fio de azeite, pera abacate, um ovo estelado em óleo de coco e chá verde é uma opção, tem outros que um iogurte natural magro com granola e frutos vermelhos é o que mais me apetece e ainda há dias que um sumo detox bem fresco, é o que me sabe melhor. 
Hoje foi dia de fazer um delicioso com folhas de espinafres, framboesas, pera abacate e umas gostas de limão. 
5 minutos e pronto para beber bem fresco, porque um dos melhores truques que aprendi é ter sempre estes ingredientes no frigorífico ;)

Voilà...bonjour!!!

Bebi este sumo e comi uma torrada com fio de azeite e presunto

terça-feira, 23 de agosto de 2016

Decoração: Mudanças no quarto

Ando com ideias novas para o quartos delas. Já aqui disse algumas vezes,  que deve ser pelo meu signo ser gémeos, mas mudanças em casa é das coisas que mais me apetece fazer SEMPRE. Ou são as cores das almofadas, ou as bandeirolas, as flores, ou os tapetes, mas alguma coisa sai do sitio e faz logo a diferença. Desta vez os culpados são os tapetes da June, que comprei este Verão na loja Zoe, num dos meus passeios por Cascais. Esta loja é uma perdição e dá vontade de sair de lá vestida com coisas novas e trazer para a casa as outras mil coisas giras que tem de decoração.

Quero que o quarto delas fique com um ar menos bebe e talvez mais kleen, já começa a ter coisas a mais. 
Vou apostar nos edredons brancos (que já tinham), nos tapetes cinzentos que serão novidade e com mais uma manta gira (quente a pensar nos dias frios que qualquer dia estão aí outra vez), um cesto que vai ser útil para o regresso às aulas e um ou outro print novo na parede, tudo junto fará a diferença e vai tornar o quarto delas UM NOVO QUARTO.

Não vai ficar sombrio, nada disso, vai ficar o máximo com o carrinho do Ikea aqua que vai manter-se, e ainda com as luzinhas que vou espalhar e vão dar um toque de magia às noites de segredos e confidencias das 3.

Quando estiver acabado mostro, mas será certamente quando elas regressarem às aulas e tiver mais tempo para me dedicar a isso 100% ;)

segunda-feira, 22 de agosto de 2016

E se viesse um bebe

E se viesse um bebe ia vesti-lo de certeza com as coisas queridas da Ana.
Impossível resistir a coisas de bebe e impossível resistir às roupas amorosas e de qualidade da Grace baby & Child para eles. Mães de bebes de final de Verão e Inverno, esta coleção, que está uma delicia, é para vocês. 
Cada vez mais fã das malhas e lãs, os conjuntos queridos com golas (que continuo a adorar quando nascem) ou sem, são uma das melhores opções para os manter quentes, confortáveis e práticos para o despe e veste nessa fase.

É sem dúvida nesta alturas que mais vontade tenho de voltar a ter um bebe pequenino em casa :)